Passo a passo para solicitar pensão por morte

Passo a passo para solicitar pensão por morte 2

Requisitos para solicitar a pensão por morte

Antes de iniciar o processo de solicitação da pensão por morte, é fundamental entender os requisitos necessários para ter direito a esse benefício. A pensão por morte é um auxílio financeiro pago aos dependentes do segurado do INSS que faleceu.

Para se qualificar para a pensão por morte, é preciso cumprir os seguintes requisitos:

  • Ser dependente do segurado falecido;
  • Comprovar a qualidade de segurado do falecido na data de sua morte;
  • Comprovar o óbito através da certidão de óbito;
  • Comprovar a condição de dependência econômica (para cônjuges e companheiros);
  • Comprovar a dependência econômica ou ser inválido (para filhos e enteados menores de 21 anos, ou caso sejam estudantes menores de 24 anos);
  • Comprovar a dependência econômica (para pais);
  • Comprovar a qualidade de segurado do falecido até a data de sua morte.
  • É importante ressaltar que esses requisitos podem variar de acordo com a legislação e regulamentação do INSS, por isso, é recomendado consultar as informações atualizadas antes de dar início ao processo de solicitação.

    Passo a passo para solicitar a pensão por morte

    Agora que já entendemos os requisitos necessários, vamos apresentar um passo a passo para solicitar a pensão por morte:

    Passo 1: Reunir a documentação necessária

    O primeiro passo é reunir a documentação necessária para solicitar a pensão por morte. Os documentos mais comuns incluem:

  • RG e CPF do dependente;
  • Comprovante de residência;
  • Certidão de óbito do segurado falecido;
  • Comprovante de vínculo com o segurado, como certidão de casamento ou declaração de união estável;
  • Documentos que comprovem a dependência econômica ou invalidez do dependente;
  • Documentos que comprovem a qualidade de segurado do falecido.
  • Passo 2: Agendamento do atendimento

    Após reunir todos os documentos necessários, o próximo passo é agendar o atendimento no INSS. Esse agendamento pode ser feito através do site do INSS ou pelo telefone.

    É importante ter em mente que o agendamento é obrigatório para evitar filas e garantir um atendimento mais ágil e eficiente. No momento do agendamento, será necessário informar o motivo do atendimento, que nesse caso é a solicitação da pensão por morte.

    Passo 3: Comparecer ao INSS

    No dia e horário marcados, o dependente deverá comparecer à agência do INSS indicada no agendamento para realizar a solicitação da pensão por morte. É importante levar todos os documentos originais e suas cópias.

    No INSS, o dependente será atendido por um servidor que verificará a documentação e instruirá sobre os próximos passos do processo.

    Passo 4: Acompanhar o processo

    Após realizar a solicitação da pensão por morte, é importante acompanhar o processo para garantir que não haja nenhuma pendência ou demora atípica.

    Para isso, é possível acompanhar o andamento do processo através do site do INSS, pelo telefone ou comparecendo pessoalmente à agência do INSS.

    Conclusão

    A solicitação da pensão por morte é um processo burocrático, porém necessário para garantir o amparo financeiro aos dependentes do segurado falecido. Seguindo o passo a passo apresentado neste artigo e reunindo toda a documentação necessária, é possível facilitar o processo e assegurar que o benefício seja concedido de forma ágil e justa.

    Em caso de dúvidas ou dificuldades durante o processo, é recomendado buscar orientação junto a um advogado previdenciário ou entrar em contato com o próprio INSS para esclarecimentos adicionais. Para descobrir informações adicionais e complementares sobre o assunto abordado. Estamos comprometidos em proporcionar uma experiência educacional enriquecedora. https://consultameuinss.com.br!

    Amplie seu conhecimento sobre o assunto nos links relacionados que separamos:

    Aprenda com este documento útil

    Acesse este conteúdo útil